Santos

Abertura do Santos Arte Preta celebra o ritmo do funk


A batida do funk tomou conta da abertura do ‘Santos Arte Preta’, na noite desta quinta-feira (9), no Teatro Municipal Braz Cubas. Na telona ou no palco, o público celebrou junto com os artistas histórias de superação e momentos marcantes de merecido reconhecimento.

A programação da primeira noite do festival teve início com a exibição do filme ‘Nosso Sonho’, que conta a trajetória da dupla Claudinho e Buchecha, da infância pobre até o sucesso nos palcos Brasil afora. Na sequência, foi realizado o cerimonial de abertura oficial. 

“Este evento é um incentivo para produção local. No último final de semana tivemos o Festival Geek, que foi sucesso de público, e agora temos a oportunidade de ter mais um final de semana dedicado à arte e à cultura”, declarou a vice-prefeita de Santos, Renata Bravo, momentos antes das homenagens da noite.

A cantora Preta Rara, o MC Bola e DJ Mamuth foram homenageados pela Secretaria de Cultura (Secult), organizadora do evento, pelas suas trajetórias de luta e sucesso em benefício da cultura preta.

“Quero agradecer a homenagem, e aproveito para lembrar o quanto são importantes as políticas públicas em nossa cidade. Eu mesma gravei o meu primeiro trabalho graças aos recursos do Facult”, relembrou Preta Rara.

Já o DJ Mamuth resgatou um pouco de sua trajetória nas artes. “Sou artista, educador, DJ e consegui estudar, tudo graças à cultura”.  Por fim, MC Bola falou do amor pela Cidade. “Tenho um orgulho muito grande de ser de Santos”, declarou, antes de relembrar outra importante figura do funk nacional. “E a homenagem vai também para o nosso querido DJ Baphafinha”.  

INCENTIVO

O secretário de Cultura, Rafael Leal, anunciou o 2º Concurso da Arte Preta de Santos, que vai destinar R$ 20 mil a 10 projetos ligados à cultura afro. “A Prefeitura está dando mais uma demonstração do quanto acredita no talento dos nossos artistas ao lançar mais este edital”.

Ao final das homenagens, subiu ao palco o cantor Buchecha, que transformou o Municipal em autêntico baile funk, em 60 minutos de uma apresentação arrebatadora.

NOITE DE SAMBA

Nesta sexta (10), segundo dia do Santos Arte Preta, o samba pede passagem, com o Concurso Cidadão e Cidadã Samba. O evento acontece no Teatro Municipal Braz Cubas (Avenida Pinheiro Machado, 48 – Vila Mathias) e tem entrada gratuita, mediante doação de um quilo de alimento não perecível.

O tradicional Concurso elegerá os sucessores de Valdery Caraúba e Maria Augusta (Nena), atuais detentores das faixas e que compuseram a Corte Carnavalesca da Cidade no último ano. Cinco candidatos disputam a patente de Cidadão Samba: Francisco Carlos Ignácio (Baliza), Heldir Lopes Penha (Aldinho/União Imperial), Jodenir Nunes da Cruz (Mocidade Amazonense), José Carlos Rodrigues (Bibi/Brasil) e Marcos de Brito Silva (Brito, O Notável).

Já a patente de Cidadã Samba terá três concorrentes: Jalita Davi de Souza (Mocidade Amazonense), Tânia Regina Pereira Gouveia e Tereza Cristina Pereira Félix (X-9).  A Bateria Ritmo Perfeito, do GRCAS Unidos Da Zona Noroeste, conduzida pelo Mestre Edison Chavier (Mestre Muchacho) acompanhará os candidatos durante o concurso. Passistas de escolas de samba da região também se apresentarão durante os intervalos.

FINAL DE SEMANA DE AGENDA CHEIA 

No final de semana exposições, shows musicais, sessões de cinema, feira de arte, literatura, gastronomia, arte urbana, dança e diversas atividades ligadas à cultura afro vão tomar conta do Centro de Cultura Patrícia Galvão (Avenida Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Toda a programação é gratuita.

Ocupando vários equipamentos como os teatros Municipal e Rosinha Mastrangelo, Galeria de Arte Braz Cubas, Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss), Espaço Juan Serrano (palco queijo) e todo o piso térreo do Centro de Cultura, o Centro de Cultura abrigará o projeto de afroempreendedorismo ‘AfroTu’, coletivo de artesãos, artistas e designers que trabalham a identidade afro-brasileira por intermédio de ações coletivas de arte, cultura, sustentabilidade e ação social.

O destaque de sábado (11) será o bate-papo com o ator Christian Malheiros, às 20h, no Teatro Municipal, com exibição gratuita do filme ‘A Última Festa’, em que o ator formado pela Escola de Artes Cênicas Wilson Geraldo é um dos protagonistas. A classificação indicativa é 16 anos.

Já no domingo (12), às 20h, a banda santista Musirama faz um show com a participação da cantora Paula Lima, encerrando a programação do evento. Os dois eventos principais também necessitam de retira de ingressos, a partir das 10h de sábado, para o filme ‘A Última Festa’, e no domingo, para o show do Musirama e Paula Lima, com mesmo limite de dois convites por pessoas.

Esta iniciativa contempla o item 4 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU: Educação de Qualidade. Conheça os outros artigos dos ODS.

 



Informações da Prefeitura de Santos

Deixe uma resposta