Guarujá

Guarujá retira mais de 100 toneladas de plástico das ruas


Conquista faz parte dos esforços da Prefeitura, Ong Espaço Urbano e população

Em Guarujá, 101 toneladas de plástico ganharam um novo destino, a partir de uma parceria que soma quase dois anos de sucesso. A Prefeitura e a Organização Não Governamental (Ong) Espaço Urbano desenvolvem o Programa ‘Reciclou, Ganhou!’, possibilitando a troca de resíduos por alimentos, brinquedos, moedas sociais, entre outros, enquanto ajuda o meio ambiente.

A iniciativa virou política pública em 23 de junho de 2022, quando foi sancionada a Lei Municipal 5.031/22. Com isso, Guarujá garante a implantação e manutenção de Eco Lojas, iniciativas de educação ambiental, workshops de gestores públicos e cursos de capacitação. Os espaços são geridos com o apoio direto dos moradores e, atualmente, estão distribuídas em 14 bairros.

O programa já capacitou mais de 400 agentes ambientais, com direito à certificação, para atuarem nos 52 quiosques sustentáveis espalhados por Guarujá. Além disso, 3,2 milhões de embalagens plásticas tiveram destinação correta após o consumo e foram criados 17 negócios sociais no período. A empreitada teve rápido avanço e é possível destacar que inúmeros bairros já não possuem mais resíduos espalhados nas vias.

O secretário municipal de Meio Ambiente ressalta o crescimento do programa e atribui o fato às Eco Lojas serem montadas para atender a demanda do bairro, sendo um chamariz para os moradores e turistas. “Cada local possui uma necessidade específica. Por exemplo, alguns bairros possuem Eco Lojas para alimentos. Já outros, de artigos esportivos. O ‘Reciclou, Ganhou!’ tem grande impacto, já que conseguimos ver o lixo sumindo das ruas”, comemora o titular da pasta.

Sítio Conceiçãozinha engajado

O bairro Sítio Conceiçãozinha, em Vicente de Carvalho, é exemplo de sustentabilidade. Duas campanhas de retirada de plástico foram realizadas nos meses de setembro e novembro. Ao todo, foram recolhidas mais de duas toneladas de resíduos. As iniciativas, que fazem parte do projeto Eco Comunidade, liderado pelo Centro Comunitário Conceiçãozinha, duraram quatro horas e contaram com uma força-tarefa que reuniu moradores, agentes da Ong Espaço Urbano, membros da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam) e outros parceiros.

Geração de renda para os cooperados

Na prática, todo o montante de plástico recolhido gera renda para três cooperativas locais: Mundo Novo, Cooperben e Recicla Mais. Isso porque, periodicamente, os recicláveis são destinados às entidades parceiras, que ficam responsáveis pelo retorno do material à rede de logística reversa.

Recicla, Guarujá

Os resultados expressivos das iniciativas integram o Programa ‘Recicla, Guarujá’, que vislumbra melhorias contínuas de coleta seletiva e destinação final dos resíduos. Dentro dele, atualmente estão à frente a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam) e a Organização Não Governamental (ONG) Espaço Urbano, que contam com o apoio da Rede pela Circularidade do Plástico e o Instituto Novos Sonhos.



Informações da Prefeitura de Guarujá

Deixe uma resposta