SP Notícias

Prêmio Governador do Estado elege vencedores em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes


Instituído em 1950, o Prêmio Governador do Estado se destaca como a mais prestigiosa distinção cultural de São Paulo

O Governo de SP celebrou na terça-feira (12) a produção artística e cultural paulista com a entrega do prêmio Governador do Estado 2023, a mais importante honraria do campo da cultura e das artes de São Paulo. Em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, foram homenageados os profissionais que se destacaram no setor criativo com projetos em 2022, com a entrega da premiação de R$ 35,5 mil seguida de troféu aos trabalhos vencedores.

“Estou muito honrada em poder premiar estes artistas tão incríveis, que contribuíram tanto para a cultura do estado de São Paulo no ano de 2022. Selecionar apenas um em cada categoria foi uma tarefa difícil, pois temos tantos projetos e iniciativas que foram tão marcantes. Vamos seguir fazendo o melhor pela cultura do nosso Estado”, afirmou a secretária da Cultura, Economia e Indústria Criativas, Marília Marton.

O Prêmio Governador do Estado foi instituído em 1950 e se destaca como a mais prestigiosa distinção cultural do Estado de São Paulo, sendo também a maior em âmbito estadual no Brasil. Estiveram presentes no Palácio dos Bandeirantes diversas autoridades e representantes do setor cultural.

Além da premiação foi feita uma homenagem a dois grandes nomes da cultura. Laura Cardoso recebeu a Medalha Tarsila do Amaral, e foi entregue para Maurício de Sousa a Medalha Mário de Andrade.

Durante o evento também foi realizada uma homenagem especial para Danilo Miranda (1943-2023) em reconhecimento a suas décadas de atuação à frente do Sesc São Paulo e por sua exemplar dedicação à Cultura.

Vencedores do Prêmio

Na categoria Valorização do Patrimônio Cultural foi premiado Rodney Presotto, pela Festa do Divino Espírito Santo de São Luiz do Paraitinga. Já em reconhecimento às Iniciativas Culturais Terceiro Setor quem recebeu o prêmio foi Edilson Ventureli, pela Orquestra de Heliópolis – Instituto Baccarelli. Na categoria Iniciativas Culturais Setor Público a vencedora foi Raquel Crepaldi Righeti, pelo 58º Festival do Folclore da Estância Turística de Olímpia.

Concorrendo na categoria Museus e Centros Culturais venceu Maria Esteves e Leila Heck, pela idealização e realização do projeto “Colhendo Memórias’, no Museu da Cana. O premiado na categoria Circo foi Marco Bortoleto, pelas publicações do Grupo Circus em 2022. Já na categoria Arte Para Crianças quem levou o prêmio foi Bruno Rudolf e Ricardo Rodrigues, pela peça “Vinte mil léguas submarinas”.

Venceu na categoria Incentivo à Leitura Dulce Neves, pela Feira Internacional do Livro (FIL) de Ribeirão Preto. Na categoria Artes Visuais a vencedora foi Tati Peres, pelo curta-metragem Arte Viva. O premiado na categoria Audiovisual foi Carlos Papá, pelos documentários de divulgação da cultura Guarani. Na categoria Música o prêmio foi para Marcelo Gonçalves, por “Promessas”.

Nas três últimas categorias da noite, quem levou o Prêmio Governador do Estado 2023 foi Mônica Tarragó, pelo espetáculo “Bando e Formatura 2022”, na categoria Dança; Ricardo Othake, pelo Instituto Tomie Othake, na categoria Instituição Cultural; e Gabriel Villela, por Ubu Rei: uma sátira da estupidez, na categoria Teatro.

Nesta edição foram indicados cinco finalistas para cada uma das categorias. Todas as realizações vencedoras de cada categoria receberam, além da quantia de R$ 35,5 mil, um troféu exclusivo. A exceção foi a categoria “Instituição Cultural” que não teve premiação em dinheiro. No total, o investimento estadual na premiação foi de R$ 426 mil.

A escolha das realizações culturais finalistas passa por um rigoroso processo de análise de comissões compostas por profissionais de reconhecida experiência no setor cultural paulista. A Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas18 e o Conselho Estadual da Cultura, Economia e Indústria Criativas também avaliam as iniciativas.

A seguir, confira a lista completa dos cinco trabalhos finalistas em cada uma das categorias:

VALORIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL
• Cleiton Fofão, por “Queixadas Parade” – Comunidade Cultural Quilombaque
• Jailton Amaral Rodrigues (Cyrackz), pela Ação da expressão à impressão
• Adriano Pedrosa e Fernando Oliva – menção honrosa a Judith Lauand (in memoriam), por “Desvio do Concreto”
• Leonila Priscila Pontes, pela Feira de Troca de Sementes e Mudas Tradicionais das Comunidades Quilombolas do Vale do Ribeira
• Rodney Presotto, pela Festa do Divino Espírito Santo de São Luiz do Paraitinga

INICIATIVAS CULTURAIS TERCEIRO SETOR
• Adriana Barbosa, pela 21ª Edição da Feira Preta
• Leandro Valiati, Felipe da Silva Lang, Gustavo Möller e Eduardo Saron, pelo artigo da Revista Observatório Itaú Cultural #34 – PIB da Economia da Cultura e das Indústrias Criativas: uma abordagem pela ótica da
• Janaina Cristina da Silva, pelo Festival Literário de Votuporanga – FLIV
• Edilson Ventureli, pela Orquestra de Heliópolis – Instituto Baccarelli
• Abram Abe Szajman – Menção Honrosa Danilo Santos de Miranda (in memoriam), pelo Sesc – Diversos 22

INICIATIVAS CULTURAIS SETOR PÚBLICO
• Raquel Crepaldi Righeti, pelo 58º Festival do Folclore da Estância Turística de Olímpia
• José Carlos Nunes Júnior, pela Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes da Associação Pró-Festa do Divino Espírito Santo
• Aldo Zonzini Filho, pela FLIM 2022 – 8º Edição
• Rafael Leal, pela Santos Criativa Festival Geek 2022
• Aline Torres, pelo projeto “Vozes da Independência”

MUSEUS E CENTROS CULTURAIS
• Dr. Fábio Magalhães, pelos 20 anos do Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba
• Claudio Antonio Marques Luiz, pela 27ª Semana Mazzaropi – 110 anos de Mazzaropi – Museu do Mazzaropi
• Rita de Cassia Souza Martins, Ana Paula Sbrissa e Denis de Blasiis, pelas ações de preservação do patrimônio histórico da Fundação Patrimônio Histórico da Energia e Saneamento
• Bira, pela SAPO – Semana Agroecológica Piracicaba Orgânica
• Maria Esteves e Leila Heck, pela idealização e realização do projeto “Colhendo Memórias’, no Museu da Cana

CIRCO
• Lu Lopes, pelo Ciclo Autonomia Criativa
• Erickson Almeida, pelo espetáculo “Herolino, o faxineiro”
• Jorge Vermelho, pela Mostra “Janeiro Brasileiro da Comédia”
• Veronica Piccini e Giulia Tateishi, pela obra “URUBU”
• Marco Bortoleto, pelas publicações do Grupo Circus em 2022

ARTE PARA CRIANÇAS
• Marcelo Romagnoli, pelo espetáculo “Eduka – Um mergulho no universo da educação” (Banda Mirim)
• Carla Candiotto, pelo espetáculo “Momo e o senhor do tempo”
• Janaina Figueiredo, pelo livro “Seu Tainha”
• Aline Volpi e Marcelo Peroni, pela peça “O Muro de Sam”
• Bruno Rudolf e Ricardo Rodrigues, pela peça “Vinte mil léguas submarinas”

INCENTIVO À LEITURA
• Roberto Guimarães, pela FLIMA – Festa Literária Internacional da Mantiqueira
• Dulce Neves, pela Feira Internacional do Livro (FIL) de Ribeirão Preto
• Eduardo Lacerda, pelos lançamentos de 2022 – Editora Patuá e Livraria Patuscada, publicação e divulgação de livros nacionais de excelência literária.
• Amanda Leal de Oliveira, pelo projeto “Piracaia na Leitura”
• Débora Garcia, pelo Sarau das Pretas

ARTES VISUAIS
• Tati Peres, pelo curta-metragem Arte Viva
• Hélio Menezes e Raquel Barreto, pela exposição “Carolina Maria de Jesus – Um Brasil para Brasileiros”
• Ananda Luz, pela exposição “Karingana – Presenças Negras nos Livros para as Infâncias”
• Adriana Peliano, pela exposição no Gabinete de Curiosidades
• Zenilda Pasquini, pela exposição Poeticas Ceramicas

AUDIOVISUAL
• Carlos Papá, pelos documentários de divulgação da cultura Guarani
• Lina Chamie, pelo filme “Kobra Auto Retrato”
• Sara Silveira, pelo filme “Sonhos de Viagem”
• Renata de Almeida, pela Mostra Internacional de Cinema de São Paulo
• André Azenha e Paula Azenha, pelo Santos Film Fest

MÚSICA
• Ana Góes (Funmilayo Afrobeat Orquestra), pela música “Para e respira”
• Marcelo Gonçalves, por “Promessas”
• Bruno de Sá, pelo concerto “Roma Travestita”
• Samuel Mac Dowell de Figueiredo, pelo Festival Vermelhos
• Marcelo Melo, pela turnê dos 50 anos de carreira – Quinteto Violado

DANÇA
• Mônica Tarragó, pelo espetáculo “Bando e Formatura 2022”
• Kelson Barros, pelo espetáculo “Da cor do cobre”
• Brisa Diamante, pelo Experimental de Dança de Ubatuba
• Alex Soares, pelo Instagrimm – Os contos dos irmãos Grimm em Storie
• Márika Gidali, pela turnê dos 50 Anos – Ballet Stagium

INSTITUIÇÃO CULTURAL
• Luiz de França, pela Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo – Parada SP
• Nelson Hervey Costa, pelo Centro de Referência em Economia Criativa do Sebrae SP
• Ana Paula Demambro, pela Fundação das Artes de São Caetano do Sul
• Ricardo Othake, pelo Instituto Tomie Othake
• Roberto Santini, pela Pinacoteca Benedito Calixto

TEATRO
• Eloisa Vitz, pelo espetáculo “Verão”
• Aglaia Pusch, pelo espetáculo “A Menina de Uruçuca” e relização de XVI Festival Internacional de Teatro para a infância e juventude: Uma janela para a utopia
• Abram Abe Szajman – Presidente do Conselho Regional – Menção Honrosa Danilo Santos de Miranda (in memoriam), pelo Mirada – Festival Ibero Americano de Artes Cênicas
• Zé Henrique de Paula, pelo musical Brenda Lee e Palácio das Princesas
• Gabriel Villela, por Ubu Rei: uma sátira da estupidez

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap



Source link

Deixe uma resposta