SP Notícias

SP estuda restaurar prédio do Instituto Biológico, que faz 100 anos em 2027






Secretaria de Agricultura estuda viabilização de recursos para contemplar restauração da sede de pesquisas e avanços no setor



O projeto de restauro visa buscar parcerias com a iniciativa privada e mobilizar o apoio dessas empresas

Símbolo da art déco na cidade de São Paulo, o Instituto Biológico (IB-APTA) completará 100 anos em 2027. Pensando nisso, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (SAA) estuda a viabilização de recursos para contemplar a restauração do prédio sede de grandes pesquisas e avanços para a agricultura do Estado.

Projetado pelo arquiteto Mário Whately na década de 1920, o prédio do IB foi inaugurado em meados de 1940 e é considerado um dos exemplares mais importantes da primeira modernidade na arquitetura paulistana.

A proposta é a realização da preservação dos espaços com a empresa FormArte, que atua há mais de 25 anos elaborando, executando e assessorando projetos ligados à área de restauração de Patrimônio Histórico, com importantes obras como o projeto e gerenciamento do Edifício Altino Arantes (Farol Santander) e até mesmo a fachada do prédio da Secretaria da Agricultura quando comprado da Votorantim pelo Governo do Estado de São Paulo em 2014.

O projeto de restauro visa buscar parcerias com a iniciativa privada e mobilizar o apoio dessas empresas, principalmente do setor agropecuário. O projeto ainda será estudado para posteriores avanços conforme os protocolos.

Sobre a sede da Secretaria de Agricultura e Abastecimento

O prédio número 254 da Praça Ramos de Azevedo foi comprado da Votorantim pelo Governo do Estado de São Paulo. A mudança fez parte dos esforços do governo paulista para revitalizar o centro histórico da cidade, uma vez que o edifício, datado de 1923, é símbolo da época do café. A estrutura do prédio foi integralmente preservada.

Antigo Hotel Esplanada, que chegou a ser o mais elegante de São Paulo, o Edifício Ermírio de Moraes foi inaugurado em 1923 com projeto dos arquitetos Emile Viret e Gabriel Marmorat, e chegou a ser apelidado de “hotel dos artistas” pelas estrelas que costumava receber. Um misterioso túnel o ligava ao Teatro Municipal. Em 1992, o prédio foi tombado pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp).

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap



Source link

Deixe uma resposta